Bronzear sem se queimar!

Para se bronzear, você não precisa se queimar! Queimaduras repetidas ao longo dos anos podem levar ao câncer, evite sempre os horários entre 10h e 16h, quando os raios ultravioletas B aumentam muito.

 

Se você deseja ganhar uma corzinha durante as férias de verão, fique atento as nossas dicas:

 

Não tente pegar a cor de um verão inteiro no primeiro dia de férias, o bronzeado costuma aparecer naturalmente de 48 a 72 horas após a primeira exposição solar. Este é o tempo necessário para que a melanina (pigmento que dá cor à pele) seja produzida e liberada pelas células, portanto não adianta exagerar no Sol em apenas um dia.

 

Durante a primeira semana, chegue na praia antes das 09h, exponha-se por 20 minutos ao Sol e então aplique generosamente o protetor solar, sempre com FPS 15 ou maior. Lembre-se de que o protetor leva de 20 a 30 minutos para atingir sua proteção máxima e de que, mesmo com filtro solar, uma parte da radiação ultravioleta está atingindo sua pele e estimulando o bronzeamento. Reaplique o protetor a cada 2 horas ou sempre que mergulhar ou suar muito. Não esqueça de usar bonés e barraca de praia, principalmente no horário entre 10h e 16h.

 

Se você não deseja acordar cedo nas férias, e chega na praia sempre no pior horário, aplique o filtro solar assim que chegar. Como ele vai levar 20 a 30 minutos para agir e a intensidade de radiação solar neste horário é bem maior, você já estará recebendo estímulo suficiente para o bronzeamento que vai aparecer aos poucos.

 

Acredite e experimente, em poucos dias você estará com a cor desejada e sem queimaduras. É fácil ver se está funcionando. A partir do terceiro dia, verifique sua marca de biquíni ou calção, você vai ver a diferença. Uma vez que você adquiriu seu bronzeado, basta continuar o esquema acima para manter a cor e sua pele estará mais saudável, sem o sofrimento das queimaduras e sem descascar.

 

Autobronzeadores, uma opção ao bronzeamento natural.

 

Os autobronzeadores, são cremes ou loções com dihidroxiacetona, substância que provoca uma reação química na pele, escurecendo-a. Esta reação provoca a pigmentação da camada mais externa da pele, dando uma cor semelhante à do bronzeamento. Os produtos não estimulam a produção da melanina, portanto não estão bronzeando, apenas tingindo a camada córnea da pele.

 

Estes produtos não causam mal, exceto àqueles que tenham alergia a algum de seus componentes. O inconveniente é que, em algumas pessoas, a coloração resultante não fica muito natural, por isso recomenda-se experimentar o produto em uma pequena parte da pele para verificar se a cor fica interessante e aí então aplicar no restante do corpo. O produto deve ser reaplicado em intervalos que variam de 02 a 05 dias para manutenção da cor, e são uma boa opção para aqueles que não dispensam um “bronzeado” no verão e desejam manter uma pele saudável.

 

Vale ressaltar: os autobronzeadores não devem ser confundidos com protetores solares pois sua coloração não confere proteção contra o sol.

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *